GUARDA MUNICIPAL INFILTRA AGENTES À PAISANA NOS ÔNIBUS PARA EVITAR ASSALTOS

A Guarda Municipal reforçou a segurança no sistema de transporte para tentar coibir assaltos aos usuários e cobradores de ônibus de Curitiba. 
Dez equipes estão se deslocando pela cidade especialmente para monitorar a ação de criminosos não só nos veículos, mas também nos terminais e estações-tubo. Cada equipe é composta por dois guardas, que têm o reforço de agentes do setor de inteligência, que trabalham à paisana infiltrados entre os passageiros. 
Quando os guardas à paisana detectam atitudes suspeitas, acionam as viaturas de apoio para executar as abordagens.
Quatro pessoas foram presas desde que a patrulha do ônibus passou a atuar terça-feira (7). Na quarta-feira (8), um homem foi detido no biarticulado Centenário-Campo Comprido por estar se masturbando. Ele foi identificado por um agente à paisana, que solicitou apoio.
O secretário municipal de Defesa Social, Algacir Mikalovski, explica que a patrulha vai atuar principalmente nos horários de pico do transporte público, quando há mais gente circulando no sistema. “A ideia é a pronta intervenção dos agentes. Cada regional fez um levantamento estatístico dos locais onde há mais crimes e estamos trabalhando com foco nestas estações e terminais”, afirma.
A partir de 2015, o alvo dos assaltantes passou a ser não só os cobradores, mas também os passageiros com os arrastões. Em 2016, a Urbs – empresa municipal que administra o sistema de transporte – registrou 3.093 assaltos no sistema , totalizando R$ 356 mil em prejuízo. Em 2015, o número foi praticamente o mesmo: 3.100 registros, mas com prejuízo maior, de R$ 483 mil. Nos dois anos, Curitiba teve, em média, praticamente 8,4 assaltos por dia.

Recordistas de assaltos

A linha mais assaltada ano passado foi o alimentador Trabalhador, que circula entre os terminais Fazendinha e Boqueirão, com 82 ocorrências, seguida do Interbairros IV, com 48 assaltos. 
Já as duas estações-tubo campeãs de assaltados estão no mesmo ponto no Boqueirão. A estação Coronel Luiz José dos Santos sentido bairro foi assalta 182 vezes em 2016, enquanto que a mesma estação sentido centro foi visitada pelos ladrões 167 vezes.
Levantamento do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba (Sindimoc) aponta média de nove denúncias de assaltos a cobradores. “Isso só vem crescendo. Tanto que estamos na nossa maior média de assaltos. Antes da moda esses arrastões, a média era de cinco a seis assaltos”, enfatiza o presidente do Sindimoc, Anderson Teixeira.
Fonte:http://www.tribunapr.com.br/noticias/curitiba-regiao/guarda-municipal-infiltra-agentes-paisana-nos-onibus-para-evitar-assaltos/

Um comentário:

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: